Ao longo de 2018, continuamos a desenvolver, e com mais eficácia, os atendimentos sociais na sede da Filadélfia. Foram diversos encaminhamentos, auxiliando pessoas com exames, fraudas geriátricas, empréstimos de cadeiras de rodas e outras ações que efetivam os direitos das pessoas, resgatam sua autonomia e os promove como indivíduos.

Os consultórios de odontológicos da Filadélfia, receberam pacientes de diversos bairros de Uberlândia e demos a eles um sorriso novo. Não esquecemos os bairros e com o Geração do Bem levamos serviços de saúde, jurídico e social. Além de muita diversão para as crianças.

O Projeto Dorcas, ampliou seu atendimento e laçou o Ateliê Dorcas no Centro de Tecelagem Fios Cerrado. No local, além dos trabalhos de tecelagem com algodão, promove cursos de artesanatos capacitando gratuitamente mulheres em diferentes atividades artesanais, a fim de promover capacitação profissional, visando, também, a geração de renda e terapia ocupacional.

Na educação, demos nosso maior passo desde a implantação da primeira escola de educação infantil. Em fevereiro deste ano, inauguramos a terceira unidade desta modalidade. Ainda no mesmo mês, assumimos a administração de duas escolas municipais nos bairros Hebron e Pequis. Com isso, as cinco unidades, se tornou a Rede Ceia com educação gratuita para cerca de 2200.

Realizamos ainda um importante ajuste financeiro e administrativo. Ao lado do Diretor Financeiro da Filadélfia, Neilton Oliveira Gonzaga estamos mantendo as contas em dia e prestando contas do trabalho, de forma ética e transparente.

Diante de tudo isso, o que temos é que agradecer, primeiramente o nosso Deus que é grande e que nos dá forças para tudo isso. Todos os colaboradores da Fundação Filadélfia e à diretoria. Aos parceiros, voluntários e fornecedores. Ao poder público municipal. Aos líderes e membros da Assembleia de Deus, nossa instituidora.

Fica aqui também, nossos votos de Feliz Natal e de um ano novo cheio de paz e crescimento para todos nós.

Equipe administrativa